O verbo kunne “poder”

Apresento um trecho do livro de Faarlund, Lie e Vannebo (1997) sobre o verbo modal kunne. Ele apresenta diferenças em cada tempo verbal (kan e kunne) e dos vários significados dentro de cada um desses tempos. O texto é extenso, mas interessante.

kan (no presente)

1. Em declarações positivas

A. Permissão

Du kan gjøre som du vil
Você pode fazer aquilo que quiser

Nå kan du komme inn
Agora você pode entrar

A permissão pode ser dada tanto por uma outra pessoa ou por uma autoridade pública:

Når du har fylt 18 år, kan du ta sertifiikat
Quando você completar 18 anos, você poderá pegar o certificado

Quando NÃO FOR uma permissão dada pela autoridade pública, você pode combinar o kunne com ou o få lov (til å):

Du kan få (lov til å) gjøre som du vil
Você pode fazer aquilo que quiser

Nå kan du få (lov til å) komme inn.
Agora você pode entrar

A adição do ou o få (lov til å) dá deixa a declaração ainda mais clara de que é uma permissão:

Vi letter etter et sted hvor vi kan få (lov til å) snakke høyt.
Buscamos um lugar onde nós podemos (termos a permissão) de falar algo

Um pedido, no entanto, pode facilmente cair na área da ordem (påbud):

Du kan komme inn nå (= Kom inn nå!)
Você pode entrar (= Entre agora!)

Du kan møte meg klokka 10 presis (= Møt meg klokka 10 presis)
Você pode me encontrar às 10h em ponto = Encontre-me às 10h em ponto

Também pode dar um sentido de pedido (oppfordring):

Du kan gå (= Det er nødvending at du går)
Você pode ir (É necessário que vá)

Kan também pode ser usados em frases desse tipo:

Vil du ha mat nå, kan du lage den selv!
Se você quiser comida agora, você mesmo pode fazer!

Ettersom Per har laget maten, kan du ta oppvasken!
Já que o Per fez a comida, você pode ficar com a louça!

Elas também podem cair na área da ordem (påbud)

Møt meg på stasjonen, så kan du kjøre meg til butikken
Me encontre na estação e então você pode me levar para a loja

Gjør først leksene, og så kan du støvsuge rommet ditt!
Faça primeiramente as lições e então você poderá passar aspirador de pó no seu quarto!

O kan também pode ser utilizado como uma permissão da parte do falante:

Jeg kan godt vente på deg
Posso sim esperar por você

B. Rumor, possibildade (antatt, sannsynlig mulighet)

Hun kan syk (Det kan være at hun er syk)
Ela pode estar doente (pode ser que ela esteja doente)

Du kan ha rett (Det kan være at du har rett)
Você pode estar certo (Pode ser que você esteja certo)

Se tal hipótese (antakelse) tem a ver com algo que aconteceu antes da declaração, usa-se o kan + particípio:

Hun kan ha glemt avtalen
Ela pode ter esquecido o acordo

C. No âmbito da “habilidade em fazer algo”

Han kan snakke norsk
Ele sabe (pode) falar norueguês

2. Em declaração negativa

Se se nega uma declaração que expressa ordem (påbud) ou um pedido (oppfordring), é o verbo no infinitivo que é negado:

Du kan ikke gå (Det er nødvendig at du ikke gå)
Você pode não ir (É necessário/um pedido que você não vá)

Dere kan ikke komme inn (Det er nødvendig at dere ikke komme inn)
Vocês podem não entrar (É necessário/um pedido que vocês não entrem)

Aqui se nega a frase “du kan gå” (é um pedido/uma ordem que você vá)

Isso acontece porque em frases deônticas onde ocorre um pedido, uma ordem, é verbo no infinitivo que é negado e, aqui, ocorre esse caso.

Em verbos modais, é o infinitivo que é negado (må/ikke må, skal/ikke skal, etc.) (Faarlund, Lie og Vannebo, 1997, p. 585)

Se se nega uma declaração que expressa permissão (tillatelse), a frase torna-se uma ordem. É o verbo modal que é negado:

Du kan ikke gå (det er ikke tillatt/mulig at du går)
Você não pode ir (não é permitido/possível que você vá)

Aqui se nega a frase “du kan gå” (você tem a permissão de ir) e tem o mesmo significado que “må ikke” e “få ikke”

Isso acontece porque em frases deônticas em que ocorre uma permissão é verbo modal que é negado e, aqui, ocorre esse caso.

Em frase epistêmica (rumor, possibilidade), é o verbo modal que é negado:

Hun kan ikke være der (det er ikke mulig at du er der)
Ela pode não estar aqui (é possível que ele não esteja aqui)

Du kan ikke ha rett (det er ikke mulig at du har rett)
Você pode não estar certo (é possível que você não esteja certo)

3. Em perguntas

Kan quando se trata de uma permissão (tillatelse):

Kan jeg (få) låne telefonen?
Posso emprestar o telefone?

Kan vi (få) snakke sammen et øyeblikk?
Podemos conversar por um momento?

Em frases directivas (quando se fala em direção a alguem) tem sentido de favor, pedido (henstilling, oppfordring).

Kan du åpne vinduet?
Você pode abrir a janela?

Kan du komme hit litt?
Você pode/poderia vir aqui um pouquinho?

Também ocorre na forma epistêmica (rumor, possibilidade), e daí funciona como uma dúvida, uma
possibildidade:

Kan det være sant?
Poderia isso ser verdade?

Kan det tenkes at hun har dratt?
Poderia se pensar que ela se foi?

Hvordan kan det ha seg at du er her?
Como poderia você estar aqui?

kunne (no passado)

O kunne aparece os mesmos tipos de declaração que o kan; no entanto, expressam uma possibilidade mais fraca e mais cautelosa ou um pedido.

O verbo no passado é utilizada em declarações com pedido (oppfordring), principalmente quando se quer aparentar uma “irritação” ou uma “repreensão” por parte do falante:

Du kunne i det minste be om unnskyldning
Você poderia no mínimo pedir desculpas

Em perguntas, o uso do kunne deixa mais ameno e mais cortês tanto em perguntas de permissão quanto em perguntas que funcionam como directivas:

Quando se usa no sentido directivo (fala com alguem), o kunne funciona de um modo mais “cortez” (høfligere), tem um sentido deontico mais enfraquecido:

Kunne jeg (få) låne telefonen?
Poderia emprestar o telefone?

Kunne du åpne vinduet?
Poderia abrir a janela?

Também é possível colocar a negação ikke, mas ela não vai negar nem o verbo no infintiivo nem o verbo modal:

Kunne du ikke åpne vinduet?
Você não poderia abrir a janela?

Em frases com sentido epistêmico, ou seja, em que o verbo expressa uma possibilidade, a forma no pretérito enfraquece tanto uma declaração afirmativa quanto uma interrogação:

Hun kunne være syk
Ela poderia estar doente

Det kunne være en god idé
Poderia ser uma boa ideia

Kunne Nilsen være morderen?
Poderia Nilsen ser o assassino?

Com o mesmo significado usa-se o kunne em frases condicionais hipotéticas. Aqui se utiliza ou o kunne junto com o infinitivo ou o particípio. O ha do particípio pode ser omitido:

Hvis vi fikk ansatt henne, kunne det være en god løsning (com o infinitivo)
Hvis vi fikk ansatt henne, kunne det (ha) vært em god løning (com o particípio)
Se nós contratarmos ela, seria uma boa solução solução

Em frases hipotéticas também é possível utilizar o preteritum perfektum (hadde kunnet), o preteritum futurum (ville kunne) e o preteritum perfektum futurum (ville [ha] kunnet). Essas frases então ficam concorrentes no uso:

I så fall kunne det være en god løsning
I så fall kunne det (ha) vært en god løsning
I så fall hadde det kunnet være en god løsning
I så fall ville det kunne være en god løsning
I så fall ville det kunne (ha) vært en god løsning
I så fall ville det (ha) kunnet være en god løsning
Nesse caso poderia ter sido uma boa solução

Bibliografia:

FAARLUND, T. F.; LIE, S.; VANNEBO, K. I. Norsk Referanse-Grammatikk. Oslo: Universitetsforlaget, 1997

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *